Secretaria Municipal Adjunta de Arrecadações
  Consultas Específicas feitas à Gerência de Legislação - Completo

Consultas em ordem de data: 745 a 768 (total de 3419)

Páginas:  1   2   3   4   5   6   7   8   9   10   11   12   13   14   15   16   17   18   19   20   21   22   23   24   25   26   27   28   29   30   31   32   33   34   35   36   37   38   39   40   41   42   43   44   45   46   47   48   49   50   51   52   53   54   55   56   57   58   59   60   61   62   63   64   65   66   67   68   69   70   71   72   73   74   75   76   77   78   79   80   81   82   83   84   85   86   87   88   89   90   91   92   93   94   95   96   97   98   99   100   101   102   103   104   105   106   107   108   109   110   111   112   113   114   115   116   117   118   119   120   121   122   123   124   125   126   127   128   129   130   131   132   133   134   135   136   137   138   139   140   141   142   143     Página atual: 32
Para fazer pesquisa por palavras-chave, acesse:
http://www.fazenda.pbh.gov.br/internet/pesquisas/main.asp


050/2009 

"ISSQN – SERVIÇOS CONTÁBEIS PRESTA­DOS POR ESCRITÓRIO NÃO ENQUADRA­DO COMO SOCIEDADE DE PROFISSIONAIS – OPÇÃO PELO SIMPLES NACIONAL – RE­COLHIMENTO DO ISSQN O escritório de serviços contábeis que não detém os requisitos ao enquadramento como sociedade de profissionais para fins de cálculo diferenciado do IS­SQN (art. 13, Lei 8725/2003), e que tenha optado pelo regime tributário do Simples Nacional, recolhe o imposto municipal por via do Simples Nacional, cuja alíquota abrange o percentual do ISSQN a ser repassado aos municípios."


049/2009 

"ISSQN – DECLARAÇÃO ELETRÔNICA DE SERVIÇOS (DES) - SITUAÇÕES ESPECÍFI­CAS – ESCRITURAÇÃO As situações excepcionais relacionadas à escritu­ração da DES submetem-se à análise e orientação do órgão gestor competente."


048/2009 

"ISSQN – EXECUÇÃO DE OBRAS DE CONS­TRUÇÃO CIVIL – BASE DE CÁLCULO TRIBUTÁRIA – RETENÇÃO DO IMPOSTO NA FONTE PELO TOMADOR A prestação de serviços relativos a execução de obras de construção civil em geral, constantes dos subitens 7.02 e 7.05 da lista anexa à Lei Comple­mentar 116/2003 e à Lei Municipal 8725/2003, sofre a incidência do ISSQN sobre o preço dos serviços, não se incluindo na base de cálculo tri­butária o valor dos materiais efetivamente forneci­dos pelo prestador e incorporados em definitivo à obra; quando a prestação desses serviços su­jeitar-se à retenção do ISSQN na fonte e recolhi­mento pelo tomador, este deve considerar como material empregado na obra o máximo de 30% do valor total do documento fiscal, aplicando a alí­quota de 2% sobre 70% do citado documento; cabe ao prestador dos serviços, por outro lado, re­querer junto ao Município a restituição do im­posto eventualmente retido a maior."


047/2009 

"ISSQN – PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TRIBUTÁ­VEIS PAGOS MEDIANTE CARTÕES CORPO­RATIVOS ADMINISTRADOS POR EMPRESA DO RAMO E PORTADOS POR FUNCIONÁRIOS DO TOMADOR DOS SERVIÇOS – EMISSÃO DO DOCUMENTO FISCAL DE PRESTAÇÃO DOS SERVIÇOS – RETENÇÃO DO IMPOSTO NA FONTE A prestação de serviços tributáveis mediante pagamen­to através de cartões corporativos portados por funcio­nários do tomador, e administrados por empresa do ramo, deve ser comprovada por documento fiscal emi­tido em nome do tomador, que, enquadrando-se em uma das hipóteses previstas nos arts. 20 e 21 da Lei 8725/2003, deve efetuar a retenção e o recolhimento do ISSQN, quando devido neste Município. "


046/2009 

"ISSQN – PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE GEOLOGIA – ALÍQUOTA INCIDEN­TE; - APLICAÇÃO DE ALÍ­QUOTA SUPERIOR À DEVIDA - COM­PENSAÇÃO DO IMPOSTO RECOLHI­DO A MAIOR COM O IMPOSTO A VENCER – POSSIBILIDADE Os serviços de geologia, constantes do item 7 da lista tributável, submetem-se ao imposto pela alíquota de 2%; tendo ocorrido aplicação de alíquota superior à incidente, acarretando recolhimento a maior do tributo, o valor pago em excesso pode ser compensado, por força de previsão legal, com o valor ou valores do ISSQN próprio a vencer."


045/2009 

"ISSQN - “LOCAÇÃO” DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS COM OS RESPECTIVOS OPERADORES – ATIVIDADE CARACTE­RÍSTICA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS – INCIDÊNCIA DO IMPOSTO A denominada “locação” de máquinas e equipa­mentos acompanhada dos respectivos operadores é atividade que se configura como prestação de serviços – obrigação de fazer -, cuja natureza é determinada pelo uso que se faz com o bem, fator este que indicará também, quando cabíveis, os as­pectos tributários inerentes ao ISSQN."


044/2009 

"ISSQN – CONSULTA APRESENTADA NO TRÂMITE DE AÇÃO FISCAL OU MEDIDA DE FISCALIZAÇÃO RELACIONADA AO SEU OBJETO – INEFICÁCIA Nos termos do Dec. 4.995/85, que regula­menta o procedimento da consulta fiscal tributária no Município, esta deve ser declarada inefi­caz quando apresentada no decorrer de ação fiscal ou procedimento administrativo-fiscal pertinente ao seu objeto (art. 7º, inc. III)."


043/2009 

"ISSQN – SERVIÇOS DE VIGILÂNCIA AR­MADA DE BENS E PESSOAS – ENQUADRA­MENTO NA LISTA TRIBUTÁVEL – LOCAL DE INCIDÊNCIA DO IMPOSTO Os serviços em referência, que se inserem entre os relacionados no subitem 11.02 da lista anexa à Lei Complementar 116/2003, são tributados no muni­cípio de localização dos bens ou do domicílio das pessoas vigiados, segurados ou monitorados."


042/2009 

"ISSQN – ATIVIDADES DE CONSULTORIA EM MEIO AMBIENTE E DE ESTUDOS TÉCNICOS AMBIENTAIS RELACIONA­DOS COM OBRAS E SERVIÇOS DE EN­GENHARIA – ALÍQUOTA A prestação de serviços de consultoria em meio ambiente e de estudos técnicos ambientais relacio­nados com obras e serviços de engenharia são ati­vidades que se enquadram no subitem 7.03 da lis­ta de serviços anexa à Lei Complementar 116/2003 e à Lei Municipal 8725/2003, tributadas pela alíquota de 2%."


041/2009 

"ISSQN – PROJETOS CULTURAIS INCENTI­VADOS – EXECUÇÃO PELO PRÓPRIO EM­PREENDEDOR DAS FASES INERENTES À SUA IMPLEMENTAÇÃO – COMPROVA­ÇÃO DOS PAGAMENTOS EFETUADOS AO EMPREENDEDOR DECORRENTES DA EXECUÇÃO DOS PROJETOS POR ELE MESMO Nas situações em que o próprio empreendedor do projeto cultural incentivado executa as etapas ne­cessárias à sua implementação e por isso mesmo recebe os valores referentes aos gastos realizados a tanto, não ocorre o fato gerador do ISSQN por não se tratar de prestação de serviços tri­butáveis a terceiros, incabendo, assim, a emissão de notas fiscais de serviços como comprovantes das importâncias recebidas."


040/2009 

"ISSQN – SERVIÇOS DE DESENVOLVIMEN­TO E MANUTENÇÃO DE SOFTWARE E DE CONSULTORIA EM TECNOLOGIA DA IN­FORMAÇÃO, PRESTADOS NO ESTABELE­CIMENTO DO TOMADOR – LOCAL DE IN­CIDÊNCIA DO IMPOSTO De conformidade com o “caput” do art. 3º da lei Complementar 116/2003, os serviços em referên­cia, mesmo quando realizados nas dependências do tomador situadas em outro município, são tri­butados no município de localização do estabeleci­mento prestador. "


039/2009 

"ISSQN – LOCAÇÃO DE BENS MÓVEIS – NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO – EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS DE SERVIÇOS – VEDAÇÃO A efetiva locação de bens móveis, assim considerada a operação consistente na entrega do bem (sem o operador) para uso e fruição do contratante, é atividade não tributável pelo ISSQN, razão pela qual não deve ser acobertada por nota fiscal de serviços, que somente é autorizada para as pessoas jurídicas prestadoras dos serviços previstos atualmente na lista anexa à Lei Complementar 116/2003 e à Lei Municipal 8725/2003."


038/2009 

"ISSQN – RETENÇÃO NA FONTE E RECOLHI­MENTO DO ISSQN PROVENIENTE DE SERVI­ÇOS PRESTADOS POR MICROEMPRESAS OU EMPRESAS DE PEQUENO PORTE OPTANTES PELO SIMPLES NACIONAL x ALÍQUOTAS APLICÁVEIS PREVISTAS NO ANEXO III, IV OU V DA LEI COMPLEMENTAR Nº 123/06, COM NOVA REDAÇÃO DADA PELA LC Nº 128/08 – IN­COMPETÊNCIA DOS ÓRGÃOS ADMINISTRATI­VOS MUNICIPAIS PARA RESPONDEREM CON­SULTAS PERTINENTES AO SIMPLES NACIO­NAL x INEFICÁCIA. "


037/2009 

"ISSQN – ÁGIO/DESÁGIO OBTIDOS NA COMPRA E VENDA, POR EMPRESAS DE FACTORING, DE TÍTULOS DE CRÉDITO ORIGINÁRIOS DE VENDAS MERCANTIS – NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO Por não caracterizarem atividades de presta­ção de serviços a terceiros, as operações de compra e venda de títulos de créditos comer­ciais (duplica­tas, cheques, etc.) com deságio ou ágio, realizadas por empresas de fomento mercantil (factoring) não constituem fato ge­rador do ISSQN."


036/2009 

"ISSQN – CAPTAÇÃO E INTERMEDIAÇÃO DE RECURSOS FINANCEIROS PARA PROJETOS CULTURAIS – ENQUADRA­MENTO NA LISTA DE SERVIÇOS TRIBUTÁ­VEIS – ALÍQUOTA A atividade em referência está compreendida dentre as relacionadas no subitem 10.02 da lista de serviços ane­xa à Lei Complementar 116/2003 e à Lei Municipal 8725/2003, sujeitando-se à alíquota de 2% aplicável ao preço dos serviços."


035/2009 

"ISSQN – SUBEMPREITADA DE SERVIÇOS VIN­CULADOS A OBRA DE CONSTRUÇÃO CIVIL x SERVIÇOS DE ARMAÇÃO/ CORTE, DOBRA E MONTAGEM – MU­NICÍPIO COMPETENTE PARA TRIBU­TAR. A execução por subempreitada de ser­viços de armação, compreendendo corte, dobra e montagem e formas, vinculados à obra de construção ci­vil, uma vez enquadrados no subitem 7.02 da Lista de Serviços tributáveis anexa à LC nº 116/03, sujeitam-se à tributação pela regra excepcional estabelecida no inciso III do art. 3º da citada LC, segundo a qual o imposto é devido ao município de localização da execução da obra."


034/2009 

"ISSQN – LOCAÇÃO DE BENS MÓVEIS – NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO – EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS DE SERVIÇOS – VEDAÇÃO A locação de bens móveis é atividade não tributável pelo ISSQN, razão pela qual não deve ser acobertada por nota fiscal de serviços, que somente é autorizada para as pessoas jurídicas prestadoras dos serviços previstos atualmente na lista anexa à Lei Complementar 116/2003 e à Lei Municipal 8725/2003."


033/2009 

"ISSQN – ESTABELECIMENTO PRESTADOR DOS SERVIÇOS – CONSTITUIÇÃO E CARACTERIZA­ÇÃO FORMAL E MATERIAL – CONCEI­TOS EMA­NADOS DO ART. 4º DA LEI COMPLE­MENTAR 116/2003 – INTERPRETAÇÃO. Do con­ceito de “estabele­cimento prestador dos serviços”, trata­do no art. 4º da LC 116, deve ser extraída, por implícita na expressão “... unida­de econômica ou profissional (do prestador)...” a interpreta­ção de que esta unidade há de estar, não somente constituída formalmente, ou de direito, como tam­bém estruturada e apa­relhada, humana e materialmente, ou seja, de fato, para dis­ponibilizar e prestar seus serviços a todos aque­les que por eles se interessarem e não apenas a um deter­minado tomador. SERVIÇOS TÉCNICOS E DE CONSULTORIA NA ÁREA DE ENGENHARIA REALIZADOS NAS DE­PENDÊNCIAS DO TOMADOR POR PRESTA­DOR ESTABELECIDO EM OUTRA LOCALIDA­DE – MU­NICÍPIO COMPETENTE PARA TRIBU­TAR. Os servi­ços técnicos de engenharia e consultoria na especificação de redes e linhas de distribuição de energia elétrica, enquadra­dos no subitem 7.01 da lista de serviços tributáveis anexa à LC nº 116/03, são tributados pela regra geral de incidência do ISSQN, segundo a qual o imposto é devido no município de localização do le­gítimo estabelecimento prestador nos termos da lei; permanecendo este situado formal e material­mente em outro município, mas execu­tando tais atividades nas dependências do tomador nesta Capital, o ISSQN prove­niente é devido à prefeitura da localidade em que se encon­tra estabe­lecido de fato e de direito o prestador ou, na falta do estabelecimento, no lo­cal do domicílio do prestador, a teor do disposto no art. 3º da LC nº 116/03."


032/2009 

"ISSQN – VEICULAÇÃO E DIVULGAÇÃO DE PRO­PAGANDA E PUBLICIDADE EM JORNAIS, REVIS­TAS OU EM QUAISQUER OUTROS MEIOS DE CO­MUNICAÇÃO E DI­FUSÃO x NÃO INCIDÊNCIA DO IMPOSTO – EMISSÃO DE NOTAS FISCAIS DE SERVI­ÇOS x IMPOSSIBILIDADE LEGAL. As atividades de “veiculação e divulgação de tex­tos, dese­nhos e outros materiais de propaganda e publicidade, por quaisquer meios”, não se sujeitam à incidência do ISSQN porque o subitem ‘17.07’ da Lista de Serviços tributáveis anexa à Lei Com­plementar nº 116/03, onde estavam origi­nalmente elencadas, foi suprimido desta por ter sido vetado pelo Presidente da República. Destarte, conside­rando que os documentos fiscais deverão ser emiti­dos, via de regra, para formalizar prestações de serviços tributáveis estritamente de conformidade com a legislação municipal, com fulcro no que nela se encontra em vigor, mormente no que dis­põe os arts. 55, 62 e 64 do Regulamento do IS­SQN, baixado pelo Decreto nº 4.032/81, a ativida­de de “veiculação de anúncios publicitários”, por­que não materializadora de legal e legíti­ma hipóte­se de incidência/fato gerador do ISSQN, não pode­rá ser acobertada por Nota Fiscal de Serviços."


031/2009 

"ISSQN – OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA ACESSÓ­RIA – SERVIÇO DE AGENCIAMENTO/INTER­MEDIAÇÃO NA VENDA DE PASSAGEM AÉREA – PRESTADOR/ AGÊNCIA x TOMADOR/COM­PANHIA AÉREA – RESPONSABILIDADE PELA RETENÇÃO E RECOLHIMENTO DO ISSQN DE­VIDO - EMISSÃO DE NOTA FISCAL DE SERVI­ÇO. A prestação de serviço de agenciamento/intermediação na venda de passagem aérea, elencado no subitem 9.02 da Lista anexa à Lei Complementar nº 116/03, atribui à Agência intermediadora do transporte a condição de le­gal e legítimo presta­dor do serviço e à Companhia aé­rea, titular do serviço de transporte agenciado/interme­diado, a de legal e legíti­mo tomador do serviço, em nome de quem deverá ser regularmente emitida a cor­respondente Nota Fiscal de Serviço em estrita observân­cia à legislação municipal, sem prejuízo da atribuição a esta da obrigatoriedade de reter e recolher o ISSQN de­vido, a teor do disposto no inciso IV do art. 20 da Lei Municipal nº 8.725/03. "


030/2009 

"ISSQN – CONSULTA FORMULADA APÓS O INÍ­CIO DE AÇÃO OU PROCEDIMENTO FISCAL – INEFICÁCIA. Nos termos do Decreto nº 4.995/85, que disciplina o procedimento administrativo da consulta fiscal tributá­ria no Município, é INEFICAZ, não produzindo os efei­tos que lhe são próprios, a consulta apresentada após o início de ação fiscal ou medida de fiscalização, pelo que não deve ser respondida."


029/2009 

"ISSQN – OBRIGAÇÃO TRIBUTÁRIA ACESSÓ­RIA – UTILIZAÇÃO CONCOMITANTE DE NO­TAS FISCAIS DE SERVIÇOS SÉRIES “A” e “C” x POSSIBILIDADE – CRITÉRIOS FORMAIS E TEMPORAIS PARA EMISSÃO REGULAR FIXA­DOS EM REGULAMENTO. A utilização concomitante de Notas Fiscais de Serviços Séries “A” e “C” é perfeitamente possível para atender as necessidades da atividade de estacionamento de veí­culos, sendo procedente a emissão da Série “A” para mensalistas e a Série “C” para as demais situações. Em qualquer caso, a emissão sujeitar-se-á às regras regula­mentares e aos critérios fixados nos instrumentos nor­mativos, com destaque especial, in casu, em relação ao momento de emissão dos referidos documentos fiscais, ao que dispõe o art. 64 do RISSQN, baixado pelo De­creto nº 4032/81 e os arts. 66 e 68, § 2º, que tratam em específico da Séries “A” e “C” respectivamente. "


028/2009 

"ISSQN – CONSULTA FORMULADA APÓS O INÍCIO DE AÇÃO OU PROCEDIMENTO FISCAL – INEFICÁCIA. Nos termos do Decreto nº 4.995/85, que disciplina o procedimento administrativo da consulta fiscal tributária no Município, é INEFICAZ, não produzindo os efeitos que lhe são próprios, a consulta apresentada após o início de ação fiscal ou medida de fiscalização, pelo que não deve ser respondida."


027/2009 

"ISSQN – SERVIÇOS DE ENGENHARIA DE SEGURANÇA DO TRABALHO E AMBIEN­TAL E SERVIÇOS DE MEDICINA DO TRABALHO PRESTADOS POR SOCIEDA­DE INTEGRADA POR SÓCIOS ENGE­NHEIROS E MÉDICOS x EXERCÍCIO DAS ATIVIDADES COM CARÁTER EMPRESA­RIAL x CÁLCULO DO IMPOSTO EM FUN­ÇÃO DO NÚMERO DE PROFISSIONAIS HABILITADOS x IMPOSSIBILIDADE – CARACTERIZAÇÃO E ENQUADRAMENTO NA LISTA DE SERVIÇOS TRIBUTÁVEIS E APLICAÇÃO DA RESPECTIVA ALÍQUOTA x ASPECTOS MATERIAIS DO FATO GERADOR. A sociedade cujo quadro societário compõe-se de engenheiros e médicos para a prestação dos serviços de engenharia de segurança do trabalho e ambiental, bem como de medicina do trabalho, não se qualifica como sociedade de profissionais para fins de cálculo diferenciado do ISSQN quando exerce suas atividades com característi­cas empresariais, demonstradas, entre outros ele­mentos, por contar com grande número de em­pregados nas tarefas de apoio e pela previsão no contrato social de distribuição de resultados em função do capital investido na empresa pelos só­cios. Os procedimentos de caracterização dos serviços e enquadramento nos respectivos e específicos itens e subitens constantes da lista anexa à LC nº 116/03 e aplicação da alíquota correspondente fixada em lei dar-se-ão prioritariamente em razão dos elementos materiais do fato gerador efetivamente ocorrido. "