Brasão

Secretaria Municipal de Finanças

Legislação Consolidada

   Imprimir
PORTARIA SMFA Nº 030/2020
 
Disciplina os procedimentos para apresentação da Declaração de Transação Imobiliária Intervivos – DTIIV, nos termos do parágrafo único do art. 2º do Decreto nº 17.026, de 29 de novembro de 2018.
 
 

PORTARIA SMFA Nº 030/2020

Disciplina os procedimentos para apresentação da Declaração de Transação Imobiliária Intervivos – DTIIV, nos termos do parágrafo único do art. 2º do Decreto nº 17.026, de 29 de novembro de 2018.

O Subsecretário da Receita Municipal, no exercício de suas atribuições, e considerando o disposto no parágrafo único do art. 2º do Decreto nº 17.026, de 29 de novembro de 2018, e a competência delegada por meio do art. 6º da Portaria SMFA nº 037, de 18 de março de 2019,

RESOLVE:

Art. 1º – A Declaração de Transação Imobiliária Intervivos – DTIIV, para fins da geração do Documento de Recolhimento e Arrecadação Municipal – Dram - para pagamento do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis por Ato Oneroso Inter Vivos - ITBI deverá ser apresentada pelo adquirente ou transmitente do imóvel, por meio de sistema de declaração disponibilizado no portal da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, na rede mundial de computadores no endereço: https://decort.pbh.gov.br/atendimento-eletronico-govbr/.

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

Art. 1º – A Declaração de Transação Imobiliária Intervivos – DTIIV, para fins da geração do Documento de Recolhimento e Arrecadação Municipal – Dram - para pagamento do Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis por Ato Oneroso Inter Vivos - ITBI deverá ser apresentada pelo adquirente do imóvel, por meio de sistema de declaração disponibilizado no portal da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, na rede mundial de computadores no endereço: https://decort.pbh.gov.br/atendimento-eletronico-govbr/.

§ 1º - O acesso ao sistema de declaração somente será realizado mediante o uso de certificação e assinatura digital no padrão da ICP Brasil, ou mediante utilização de “login” e senha, por pessoa devidamente credenciada no ambiente de autenticação digital do Governo Federal, disponibilizado no endereço eletrônico https://sso.acesso.gov.br/login.

§ 2º - Na hipótese de aquisição ou transmissão de imóvel por mais de uma pessoa, deverá ser informado na DTIIV a relação e identificação de todos os adquirentes e transmitentes, sendo a DTIIV preenchida por apenas um adquirente ou transmitente, tendo-se por presumida a anuência dos demais quanto às informações declaradas.

§ 3º - A DTIIV poderá ser apresentada por terceiros, mediante instrumento de procuração firmado pelo (s) adquirente (s) ou transmitente (s), acompanhado de cópias de documentos que comprovem a legitimidade da outorga deste mandato.

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

§ 2º - Na hipótese de aquisição de imóvel por mais de uma pessoa, deverá ser informado na DTIIV a relação e identificação de todos os adquirentes, sendo a DTIIV preenchida por apenas um adquirente, tendo-se por presumida a anuência dos demais quanto às informações declaradas.

§ 3º - A DTIIV poderá ser apresentada por terceiros, mediante apresentação instrumento de procuração firmado pelo (s) adquirente (s), acompanhado de cópias de documentos que comprovem a legitimidade da outorga deste mandato.

§ 4º -São dados obrigatórios a serem informados na DTIIV:

I - natureza da transação, dentre aquelas listadas pelo sistema de declaração;

II - índice Cadastral do imóvel adquirido;

III - percentual do imóvel adquirido pelo(s) declarante(s);

IV - CPF ou CNPJ do(s) adquirente(s)ou do(s) transmitente(s);

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

IV - CPF ou CNPJ do(s) adquirente(s);

V - valor do negócio jurídico imobiliário;

VI - endereço eletrônico de e-mail do declarante;

VII - telefone de contato;

 VIII – nome(s) do(s) transmitente(s) e endereço do imóvel, caso estes sejam divergentes dos constantes no Cadastro Imobiliário, informados pelo sistema de declaração;

IX – benefício tributário pretendido.

Art. 2º - Observada as disposições desta Portaria a DTIIV também poderá ser apresentada para emissão do Dram do ITBI nos cartórios de notas situados Município, onde será lavrada a escritura relativa a transação imobiliária, bem como nos demais agentes conveniados do Município.

§ 1º - O responsável pelo atendimento presencial previsto no caput deverá obter do(s) adquirente(s) ou transmitente(s) as informações exigidas para o preenchimento da DTIIV, conforme §4º do art. 1º desta Portaria, que deverá ser impressa e assinada pelo declarante, que se responsabilizará administrativa e juridicamente pelos dados constantes da declaração.

 

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

§ 1º - O responsável pelo atendimento presencial previsto no caput deverá obter do(s) adquirente(s) as informações exigidas para o preenchimento da DTIIV, conforme §4º do art. 1º desta Portaria, que deverá ser impressa e assinada pelo declarante, que se responsabilizará administrativa e juridicamente pelos dados constantes da declaração.

§ 2º - A DTIIV assinada e os documentos apresentados pelo declarante deverão ser arquivados por um prazo de seis anos, a contar da data da declaração da transação, nos termos do art. 4º do Decreto nº 17.026, de 29 de novembro de 2018, ou encaminhados em arquivo digital à administração tributária municipal por meio do endereço eletrônico:http://sigesp.pbh.gov.br/sigesp/SolicitacaoServicoInternet.seam?servicoId=410&cid=410119

Art. 3º - Observado o procedimento previsto no §1º do artigo 2º, a transação imobiliária poderá ser declarada pelo adquirente ou transmitente no atendimento presencial do BH Resolve quando:

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

Art. 3º - Observado o procedimento previsto no §1º do artigo 2º, a transação imobiliária poderá ser declarada pelo adquirente no atendimento presencial do BH Resolve quando:

I - o novo titular for pessoa tutelada ou curatelada;

II - o novo titular for pessoa qualificada como idosa, nos termos legais;

III - da verificação de inoperância do sistema de declaração da DTIIV;

IV – declarar não dispor de condições ou de meios para prestar a declaração nos termos do art. 1º.

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

IV – o(s) adquirente(s) declarar(em) não dispor(em) de condições ou de meios para prestar a declaração nos termos do art. 1º.

§ 1º - O disposto no inciso IV está limitado a uma transação imobiliária por declarante.

§ 2º - A DTIIV assinada pelo declarante e os documentos apresentados pelo declarante deverão ser encaminhados em arquivo digital à Diretoria de Lançamentos e Desonerações Tributárias - DLDT por meio do endereço eletrônico:http://sigesp.pbh.gov.br/sigesp/SolicitacaoServicoInternet.seam?servicoId=410&cid=410119

Art. 4º - Atendidos a todos os requisitos necessários, a emissão do Dram do ITBI será imediata, salvo nas hipóteses de:

I –divergência entre as informações declaradas e os registros do Cadastro Imobiliário do Município;

II –existência de Alvará de Construção para o imóvel;

II –imóvel situado em terreno não regularmente parcelado;

III –imóvel sem matrícula específica no Registro Imobiliário;

IV –imóvel localizado em edificação não desmembrada em unidades autônomas (condomínio edilício);

V - ausência de valor de referência nas bases de dados da administração tributária do município para avaliação do terreno ou construção;

VI - permuta;

VII - arrematação judicial;

VIII - extinção de condomínio da propriedade do imóvel;

IX - redução de valor declarado, quando este foi considerado como base de cálculo no lançamento que se pretende corrigir;

X - solicitação de benefício tributário.

§ 1º - A emissão do Dram do ITBI fica condicionada à concordância do declarante com os termos exibidos após o preenchimento da DTIIV, segundo os quais ele se responsabiliza administrativa e juridicamente pelos dados declarados.

§ 2º - Caso não seja possível a emissão do Dram do ITBI, com base nas informações declaradas, o declarante será informado e deverá fazer o envio eletrônico dos documentos digitalizados (upload) solicitados pelo sistema de declaração para dar continuidade aos procedimentos visando a sua emissão, onde poderá ser acompanhado o andamento da solicitação.

§ 3º - A Certidão Negativa de Débito – CND do ITBI será disponibilizada no sistema de declaração da DTIIV em até dois dias úteis após o pagamento do Dram do ITBI.

Art. 5º - A DTIIV relativa a transação imobiliária cujo(s) adquirente(s) ou transmitente(s) estiver(em) representado(s) por procurador, deverá ser apresentada na forma dos arts. 2º e 3º, enquanto não disponibilizada funcionalidade específica no sistema da DTIIV para o processamento de declaração procedida nestes casos.

(Nova redação dada pela Portaria SMFA nº 057/2020)

Art. 5º - A DTIIV relativa a transação imobiliária cujo(s) adquirente(s) seja(m)pessoa jurídica, ou quando o adquirente estiver representado por procurador, deverá ser apresentada na forma dos arts. 2º e 3º, enquanto não disponibilizada funcionalidade específica no sistema da DTIIV para o processamento de declaração procedida nestes casos.

Art. 6º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.

Belo Horizonte, 28 de abril de 2020

Eugênio Eustáquio Veloso Fernandes

Subsecretário da Receita Municipal